8 de fevereiro de 2009

Comunicado do Sindicato das Coelhinhas

O sindicato das coelhinhas vem desta maneira protestar e alertar para a perigosa deriva sexista e fascizante, ocorrida ontem no congresso do Bloco de Esquerda, realizado no Casal Ventoso, digo Vistoso, pela própria voz do seu pregador, digo líder Doutor Francisco Louçã.
Francisco Louçã declarou que se metessem dois coelhos numa caixa, logo apareceriam muitos coelhinhos.
O Sindicato das coelhinhas sabe que Francisco Louçã deseja avidamente que um casal homosexual possa gerar descendência, mas por causa da social-fascista, reaccionária e homofóbica "Mãe Natureza", que recusando aplicar as teses mais progressistas, continua a vedar tal hipótese à comunidade gay universal, mantendo a horrenda discriminação sexual em vigor à milhões de anos, o Padreca, digo, Doutor Francisco Louçã acabou por proferir uma frase profundamente sexista que discriminou todas as coelhinhas de Portugal e do mundo, ao se referir a "dois coelhos" e não a "um coelho e uma coelha", como tem vindo a ser hábito na esquerda portuguesa, desde há vários anos, desde que o Eng.º, digo, Irmão Leigo António Guterres acabou com a discriminação fascista, sexista e centenária, de começar os discursos com "Portugueses" passando a iniciá-los com o correcto "Portuguesas e Portugueses".

O Sindicato das Coelhinhas vem por esta maneira exigir ao Pastor, digo, Doutor Francisco Louçã um pedido formal de desculpas público de modo a tranquilizar Portugal e o Mundo que as suas afirmações não foram uma deriva totalitária, Fascista, Social-Fascista, Nazi-Fascista, Sexista, Homofóbica, contra a igualdade de género, mas sim um lamentável "lapsus linguae" sem qualquer segunda intenção.

Assinado O Sindicato das Coelhinhas


(Assinatura ilegível)


CGTP-IN - Unidos Vencermos

Sem comentários: