12 de março de 2010

Ética Republicana no seu esplendor

Esta deputada eleita pelo círculo de Lisboa acha bem que as pessoas mintam. Também acha bem que morando em Paris o Parlamento (pago com o nosso dinheiro) lhe pague as viagens semanais a Casa. No entanto esta deputada vota numa assembleía de voto em Lisboa.
Como a lei estipula que o direito a voto seja exercido na freguesia de residência e Ines Medeiros afirmou que no sei BI a residência é em Paris, então a senhora deputada cometeu uma ilegalidade

Se calhar é por isso que está habilitada a presidir a uma comissão de Ética

4 comentários:

Levy disse...

Mas o chefe dela comete essa ilegalidade há anos: vota na Covilhã, ou no Fundão, mas toda a gente sabe que vive no centro de Lisboa.

Luís Bonifácio disse...

Já não vota!

Já tirou o "CU"

lili disse...

A mulher é horrorosa e ainda nos goza.
Badajoz, hein?

cristina ribeiro disse...

Quem sai aos seus não degenera.