24 de junho de 2009

Portugal - Febre das "Cidades"

O gráfico acima mostra as décadas e o número de vilas que foram elevadas à categoria de "Cidade" em Portugal, desde 1150.
Tirando as 8 cidades anteriores à fundação, apenas ocorreram surtos de "elevações" no século XVI e XIX.
A seguir ao 28 de Maio de 1926 e até ao 25 de Abril, foram criadas umas 6 cidades. sendo que 3 ocorreram num só dia de 1973 (Almada. Espinho e Póvoa do Varzim).
O regime saído do 25 de Abril manteve-se quieto até 1981.
A partir e até aos nossos dias é um fartote de "elevações". Até admira como é que ainda existem vilas e aldeias em Portugal.
Com 40 cidades em 1980, Portugal passou a contar com 81 em 1990, 126 em 2000 e em 2009 o número vai em 156.

Quer que o seu lugarejo seja cidade? Basta pedir a Assembleia da república dá!


2 comentários:

Orlando disse...

Se tudo é cidade, a cidade passa a ser uma coisa difusa e mesmo indefinida, isto é, quase nada. Exactamente como a definição de "casamento" que a esquerda dá.

João Pedro disse...

O critério de "importantes aspectos culturais, patrimoniais e arquitectónicos" avacalhou completamente as regras de criação das cidades.